Naming​

A criação de novos nomes parte da análise do briefing levando em conta diversos pontos de avaliação como público alvo, personalidade do nome, pontos fortes e fracos, produtos e serviços, sensações, características, entre outros.

Após isso os nomes são criados e então filtrados, utilizando os seguintes critérios:

Acessibilidade

É a facilidade que o nome tem em ser lido, falado ou visualizado, sua legibilidade em todos os sentidos.

Objetivo

O quão facilmente o nome se identifica com os objetivos da empresa.

Estratégia

Quando o nome consegue ajudar de forma clara e direta nas estratégias da empresa.

Força

A força que um nome tem é a capacidade de ser gravado com facilidade ou então causar grande impacto à primeira vista.

Originalidade

A base da criação dos nome, esse critério potencializa todos os outros critérios. Quanto mais diferente e único, mais original o nome é.

Registrabilidade

É a facilidade que o nome tem em ser registrado no INPI sem entrar em conflito jurídico com outras empresas.

GRÁFICO DE AVALIAÇÃO

A força de cada critério é avaliada em um único gráfico. Quanto mais perto do centro, mais fraço é um critério, quanto mais longe do centro, mais forte é o critério.